Tratar-se bem

Resultado de imagem para cena delicada de flores

“Tratar-se bem é algo tão necessário e supremo como vital. Finitude da vida, tempo que corre sem tréguas, perdas, ganhos. Guarde seus ouvidos de informações maléficas, proteja seu coração de sensações contrárias trazidas por pessoas vazias e fúteis, ame sua alma como um fio dourado que te liga a Deus e a conserve intacta em orações de prosperidade. Mantenha-se perto de seus amores e cultive os sabores da vida. Se alguém não te quer, queria a si mesmo antes de mendigar atenção e gentilezas. Coma bem e durma igualmente bem. Traga amigos ao alcance de suas mãos e estique-as para receber o calor verdadeiro dos bons sentimentos. Cultive a presença de sua mãe em sua vida e estenda a vida desse ser único com gestos de agradecimentos por ela ter sido o canal de luz que te trouxe ao mundo. Ame o seu pai. Ame os seus filhos. Ame o coletivo e tenha sensibilidade para com os animais e plantas. Transborde-se de bons pensamentos e atenda ao Universo quando chamados lhe forem assoprados para trilhares caminhos diferentes. Organize-se e lhe conceda bem-estar. Seja autêntico e reúna paz para suas horas e dias. Se viver é um desafio, tratar-se bem é se munir de força interior para encarar a indecifrável beleza de seguir em frente”.

(Adriana Araf)

Aprenda com a natureza

Imagem relacionada

“Resplandece o Sol no alto, a fim de auxiliar a todos, distribuindo raios de vida, após uma longa noite sem fim. 

As estrelas agrupam-se em harmonia, cada qual cumprindo o seu papel e respeitando os espaços e seus tamanhos. 

O céu tem horários para a luz e para a sombra.

O vegetal abandona a cova escura, embora continue ligado ao solo, buscando a claridade, a fim de produzir outra forma de vida, em subida. 

O ramo que sobrevive à tempestade, cede à passagem dela, mantendo-se, não obstante, no lugar que lhe é próprio. Terminada, ele aproveita sua sobrevida e passa a viver novamente adaptando-se ao novo formato do solo. 

A rocha garante a vida no vale, por resignar-se à solidão. Quieta, mantem-se firme e forte. 

O rio atinge os seus objetivos porque aprendeu a contornar obstáculos e desembocar no oceano, destino final das águas. 

A flor cai e vira adubo fértil para os pés daquele que a trouxe ao mundo. Mesmo destino tem as folhas depois de respirar o mundo. 

A ponte serve ao público sem exceções, por afirmar-se contra o extremismo. Une o começo e o fim. 

O ferro serve ao ferreiro, após suportar o clima do fogo.

A pedra brilha, depois de sofrer as limas do lapidário.

A semeadura rende sempre, de acordo com os propósitos do semeador.”

(André Luiz/ Chico Xavier)

 

Beleza gestual

Resultado de imagem para folhas voando numa mulher

“Sua beleza é algo gestual. Ultrapassa absolutamente todos os conceitos emoldurados de traços perfeitos. Desde a elegância de seus dedos ao tocar as frutas da época até essa rara coragem laureada de vesnutidade. Enfrentas as feiúras do mundo com naturalidade. Indignada, não se faz amarga. Sensibilizada, promete a si mesmo, refletindo no alheio, que cada um deve fazer a sua parte. Há tanta formosura nisso. Nas atitudes. Nos gestos. Nas lutas pelos dias que entram sucessivamente, após longas noites de sofrimento e pesar. Sua visão é sutil e o que se vê ao seu redor são muitas gentilezas. Suas reações tornam a hediondez algo menor. Não há coloridos superficiais em seus comportamentos. Mas há uma cor incomum. Suave matiz. Leve, serena. Típica de pessoas excepcionalmente belas. Como há encanto em sua existência. Isso me encanta tanto.”

(Adriana Araf)

Os Melhores Romances para….

Resultado de imagem para livros na mesa

…DEPOIS DE UM PESADELO

1. Rio Profundo, de Shusaku Endo

2. O Vento nos Salgueiros, de Kenneth Grahame

3. Encantamento, de Alice Hoffman

4. Três Homens num Barco, de Jerome K. Jerome

5. Passa lá um Rio, de Norman MacLean

6. O País das Águas, de Graham Swift

7. As Aventuras de huckleberry Finn, de Mark Twain

 

…SEPARAÇÕES

1. O Fim da Aventura, de Graham Greene

2. Alta Felicidade, de Nick Hornby

3. Nossa Senhora de Paris, de Victor Hugo

4. Viver Depois de Ti, de Jojo Moyses

5. Anna Karénina, de Lev Tolstói

6. Artefatos importantes e Objetos Pessoais da Coleção de Lenore Doolan e Harold Morris, incluindo Livros, Roupas e Acessórios, de Leanne Shapton

7. The Way We Life Now, de Anthony Trollope

 

…BAIXAR A TENSÃO ARTERIAL

1. Villette, de Charlote Brontë

2. A Cidade do Teu Destino Final, de Peter Cameron

3. As horas, de Michael Cunnigham

4. O Coração é Um Caçador Solitário, de Carson McCullers

5. As Ondas, de Virgínia Woolf

 

…QUANDO FICAR EM CASA, GRIPADO E SOZINHO

1. Um Estudo em Vermelho, de Arthur Conan Doyle

2. memória de Uma Gueixa, de Arthur Golden

3. Viagem ao Paraíso Verde, de Eva Ibbotson

4. A Vida Secreta das Abelhas, de Sue Monk Kidd

5. O Cometa na Terra dos Mumins, de Tove Jansson

6. A Arte Perdida de Guardar Segredos, de Eva Rice

7. O Diabo Veste Prada, de Lauren Weisberger

8. A Idade da Inocência, de Edith Wharton

 

…LARGAR UM VÍCIO 

1. Viagem ao Fim da Noite, de Louis-Férdinand Céline

2. A História Interminável, de Michael Ende

3. Pergunta ao Pó, de Jhon Fante

4. Neverwhere – Na Terra do Nada, de Neil Gaiman

5. Meridiano de Sangue, de Cormac McCarthy

6. A Náusea, de Jean-Paul Sartre

7. As Crisálidas, de Jhon Wyndham

 

…FAZER RIR

1. O Diário de Bridget Jones, de Helen Fielding

2. Tom Jones, de Henry Fielding

3. Os Homens Preferem as Louras, de Anita lobos

4. Época de Acasalamento, de P. G. Wodehouse

5. Três Homens num Barco, de Jerome K. Jeroume

6. O Homem Verde, de Kingsley Amis

 

…TRATAR A XENOFOBIA

1. Hiroshima Meu Amor, de Marguerite Duras

2. Ver: Amor, de David Grossman

3. A Varanda do Frangipani, de Mia Couto

4. Peregrinação, de Fernão Mendes Pinto

5. Sol Nascente, de Michael Crichton

6. A Rainha Ginga, de José Eduardo Agualusa

7. As Meninas da Numídia, de Mohammed Dib

8. Cifra, de Mai Jia

9. Breviário Mediterrâneo, de Predag Matvejevitch

 

…SE ANIMAR

1. O Veterinário da Província, de James Herriot

2. Febre no Estádio, de Nick Hornby

3. Cenas da Vida de Um Pai Solteiro, de Tony  Parsons

4. A Decisão Final do Major Pettigrew, de Helen Simonson

1. Hiroshima Meu Amor, de Marguerite Duras

2. Ver: Amor, de David Grossman

3. A Varanda do Frangipani, de Mia Couto

4. Peregrinação, de Fernão Mendes Pinto

5. Sol Nascente, de Michael Crichton

6. A Rainha Ginga, de José Eduardo Agualusa

7. As Meninas da Numídia, de Mohammed Dib

8. Cifra, de Mai Jia

9. Breviário Mediterrâneo, de Predag Matvejevitch

 

…OS ESCAPISTAS

1. Um Homem na Pradaria, de Louis L´Amour

2. o Bandolin do Capitão Corelli, de Louis de Bernières

3. As Feras de Jamrach, de Carol Birch

4. Os Detetives Selvagens, de Roberto Bolaño

5. Passagens para a Índia, E. M. Forster

6. Acasalamento, Norman Rush

7. A História de Edgar Sawtelle, de David Wroblewski

 

* pílulas maravilhosas das escritoras Susan Elderkin & Ella Bella Berthoud

 

 

Mais uma leitura: Homem que Sente

Resultado de imagem para flor azul

Lendo o leve, adocicado e tranquilo livro de capinha azul de Matheus Jacob, “O Homem que Sente“.

Frase inteligente essa do autor…

O tempo não traz todas as respostas, mas leva muita das perguntas”. 


Página 1 de 12412345...102030...Última »